Quanto tempo dura cada tratamento estético?

Os tipos e finalidades dos tratamentos estéticos mais populares atualmente são variados, e consequentemente o seu tempo de duração também. Mas o que muitos não sabem é que os cuidados com saúde, alimentação e questões como exposição solar também influenciam na durabilidade e qualidade dos procedimentos.

Para te ajudar a entender mais sobre alguns dos tratamentos e o tempo de efeito deles na nossa pele, continua a leitura deste post!

Botox

O procedimento consiste na aplicação de toxina botulínica tipo A. Serve para relaxar a musculatura em pontos específicos do rosto, evitando a formação de pés de galinha e rugas na testa.

É realizado de seis em seis meses. O resultado começa a ser notado no prazo de dois a cinco dias a partir do momento da aplicação, tornando-se mais definitivo por até duas semanas.

Preenchimento

A especialista explica que o tratamento é feito através da aplicação de ácido hialurônico nos sulcos, depressões e em várias áreas do rosto. Antes, era utilizado apenas para correção em locais específicos, mas, hoje, é usado para produzir uma verdadeira remodelação facial.

O produto pode ser aplicado nas sobrancelhas, olheiras, linhas de marionete, bigode chinês, queixo, lábios, bochechas, pés de galinha e testa. Os resultados são imediatos, e o preenchimento com ácido hialurônico dura, em média, 12 meses.

Sculptra

É a aplicação do ácido poli-L-láctico no rosto, nos braços, nas coxas ou nádegas, para combater a flacidez. Promove a formação de colágeno, algo muito desejado a partir dos 40 anos.

São realizadas três sessões, com intervalos de 30 a 60 dias. Os resultados podem ser observados a partir do terceiro mês da aplicação e duram entre 18 e 24 meses.

Radiofrequência

Outros dois tratamentos tecnológicos muito procurados no mercado são o Exilis Elite – que usa uma radiofrequência mais potente, se comparado a outros aparelhos utilizados contra a flacidez no corpo e no rosto – e o VelaShape II, atuante contra a celulite. Os primeiros resultados começam a ser percebidos um mês após o início dos cuidados.

O método usa ondas térmicas para aquecer a pele e chegar às células de gordura. O diferencial é que o profissional consegue determinar de forma mais precisa e eficaz a área a ser tratada. A energia rompe as fibras de colágeno e as “reorganiza”, além de estimular a neocolagênese – a síntese da proteína na região tratada. É recomendado fazer um intervalo de 15 dias entre uma sessão e outra, e a realização de, no mínimo, seis aplicações.

Deixe uma resposta